O primeiro jantar

Será que eu vou de salto alto? Qual era a altura dele mesmo? Não quero ficar mais alta do que ele. Ele poderá se sentir inferior (será que homens pensam nisso?).

Saia ou calça? Saia é sexy, mas e se ele pensar que eu sou vulgar?

Maquiagem pesada mas que pareça natural. É possível?

Sobre o restaurante, gostaria de sugerir um japonês, mas e se eu ficar com uma alga no meio dos dentes? Ele não vai me avisar e me sentirei péssima depois. Melhor não.

Restaurante contemporâneo. Escolhido.

Chegamos. O que eu vou beber? Vou dizer que ele escolhe assim não preciso decidir. Talvez ele não goste de vinho, ou caipirinha, ou cerveja.

O que eu vou comer? Estou com fome, queria uma massa. Mas ele pode pensar que ´´bato um belo rango´´ e não quero passar essa impressão. Uma salada também vai parecer que sou muito fitness e a verdade é que eu nem treino. Um frango e batatas me parece bom. Mas está no menu infantil. Melhor não.

Um risoto de funghi. Massa mas com algo fitness (considerando funghi fitness, só para alinhar).

Não escolhi o restaurante japonês, mas sigo com medo do meu dente ficar sujo. Vou sorrir sem mostrar os dentes.

Para o papo, já tenho uma lista mental de possíveis perguntas dependendo de destino da conversa. Mas minha vontade mesmo é saber quem terminou o último relacionamento dele. Ele ou ela? Qual motivo?

Também gostaria de saber o que ele espera do futuro. Casamento? Filhos? Morar no interior? Muito cedo para entrar nesses assuntos. Que pena.

Chegamos na sobremesa. Esse restaurante tem uns churros maravilhoso. O que homens pensam quando as mulheres pedem churros com recheio de doce de leite? Vou colocar essa pergunta na minha lista mental.

Ele pede um abacaxi. Vou pedir um também. Não tive coragem de pedir os churros. Só espero que o limão raspado não fique no meio dos meus dentes. Tanto esforço para chegar no último prato e ficar com o dente sujo.

Nossa, não foi fácil. Cheguei em casa exausta de tanto que pensei, planejei e especulei. Fiz mais de 10 cenários do que poderia ser hoje e, obviamente, não acertei em nenhum.

Acho que teria sido mais fácil ir com a calça jeans que eu queria, a rasteirinha velha que eu amo, ido ao japonês, comido o temaki e perguntado se meu dente estava sujo, perguntado se ele tem planos e contado quais são os meus (a parte do casamento e filhos eu pouparia nesse encontro), comido três churros e dito para ele que adorei a cia e o papo dele. Que a noite foi muito agradável e que me senti super confortável ao lado dele.

Isso facilitaria a vida dele e a minha.

Já pensou se todos esquecessem o protocolo e partissem para espontaneidade? Ahhh que maravilha seria esse jantar!

Imagem de Bruce Mars from Pexels.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s